MarKZonE

The past is a full box of lost chances.

FEELINGS, ONLY

Posted by António Cabral em 16/02/2007

SE QUERES SER O QUE NÃO ÉS NÃO PRETENDAS SER O QUE NUNCA SERÁS.   

E assim se faz um mundo, no meio do que não é começado pelo que não era para ser e para acabar no que não será.

Existência pacifica?Na ignorância do que lá por fora se passa, nas atrocidades que se cometem, nas injustiças pecaminosas de uma insanidade não declarada por um qualquer pseudo curandeiro da mente que à falta de melhor conceito nunca irá declarar a criatura possessa ou até mesmo possuidora de qualquer réstia, lembrança ou nano qualquer coisa para de qualquer maneira, modo ou coisa ser declarada no expoente mínimo co autora

Por isso se olha, se faz, se passa, se pena, se reza, se pecamina e se deleita uma pobre criatura na esperança de passar despercebida no seio da plebe e a ela não dar conta das contas que não tem, teve ou algum dia terá para delas poder prestar.

Afinal o que temos? Sentimos? Para que existimos?

A estes nada interessa, a estes nada importa, destes nada existe nem uma réstia permanece a não ser a parasitose de uma seita que consome, absorve e usa a cópula não para dar mas para receber aquilo a que nunca teve ou teria por direito.

E assim se é e assim acham que devem ser.Sussurra-se pelos meandros da vida, apregoa-se libidinosamente, sentencia-se com pregão a preto carregado em pergaminho putrificado a clareza da revolução branca em mortalha purificada.

Porque os senhores que mandam mandam…e achar que mandam, claro, mas não lhes digam uma peva caso contrário teremos um zilião de réplicas de Marias Madalenas não lavadas mas deslavadas o que seria uma grande PEIN IN DA ASSE.

SIM, PORQUE SOMOS, EXISTIMOS, PENSAMOS, OBEDECEMOS E ACIMA DE TUDO:

Todos os outros são o que nunca foram, não serão, porque nunca foram feitos e por isso não se fizeram, moldaram e tornearam na e com a vida que pela graça lhes foi concedida e dela em mãos tomaram o rumo e direcção ao norte que o norte lhes destinou ou acharam que assim foi e por tais se dispuseram.

Sorte a tua que sonhar pode?

SONHAR…

Tudo se legisla, se padroniza, se calibra,Porque assim lhes dá jeito e conforto, do alto do seu cadeirão de perna e meia porque a uma não teve a sanidade e coragem suficientes para da outra meia se aliviar.

Assim se fazem as ditas duras, assim se contaminam as evoluções, duras realidades de ditas que nada mais é porque nunca foram a não ser o que nada são.

VIVA, VIVA ELE, VIVA TU E VIVA NÓS e se VÓS quiserdes podereis ser porque o dever nada mais é do que a consciência do ser na plenitude de querer viver a vida como deve ser.

E será, pois será, se for a consciência de ter a vida pela vida na consciência vivida do que circundando a nossa existência nos mantém muito pouco pacifica que aos impolutos e alguns, SIM SÓMENTE ALGUNS, heróis travam.

A esses e para esses é preciso agir na acção, AGEM, pouco se importam de ser o que são porque o são pelo que fizeram e não pelo que lhes pediram ou disseram para fazer.Justiça, decisão, partilha e vida moldada com as suas próprias mãos e pelas próprias no barro mais puro e árduo de moldar. SÓMENTE, SÓ, ALGUNS, POUCOS no entanto tantos se queixam quais chacais à espera da sua parte ou quinhão pois não têm mais a não ser lamentos e lamentações usadas e abusadas para uma qualquer causa que por tão vasta legião atrás da sua com posição nada reterão.

SE QUERES SER COMO ÉS E VIVER COMO SEMPRE ACHASTE QUE DEVIA SER, ENTÃO SÊ COMO ÉS E TRAÇA O CAMINHO QUE TE DARÁ O TEU SER.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: