MarKZonE

The past is a full box of lost chances.

QUERO MORRER . . .

Posted by António Cabral em 21/07/2009

. . . HOJE AGORA E JÁ IMEDIATAMENTE, não faz sentido viver de costas para a vida pensando que o passado é o presente visual que o caminhar de costas nos permite vislumbrar. O futuro caminha em tua direcção se de frente caminhares. Para tudo o que é recomeço necessita antes de o ser entregar a sua alma agora já imediatamente. ENCARA ENFRENTA MAS . . .

. . . NÃO TE MAGOES,

. . . VÊ LÁ, NÃO TE MAGOES . . . MUITO!     DANÇA A VIDA COM RITMO,

MAS NÃO TE MAGOES

VÊ POR ONDE ANDAS . . .  AS PEDRAS DA CALÇADA PODEM MAGOAR . . . E MUITO

CAMINHA NA LEVEZA DO SENTIR FLUIDO AO RITMO DO FADO QUE NÃO TE PERTENCE POR MUITO TEU QUE SEJA,

NÃO TE MAGOES . . .  MUITO

AQUI ESTÁS, VÊ LÁ, ESQUECE O FADO PASSADO FUTURO SAUDADE AMOR . . . NÃO TE MAGOES . . .

VIVE O PRESENTE HOJE DIA AGORA MOMENTO NÃO TE MEXAS VAI DOER . . . MUITO

VÊ LÁ NÃO TE MAGOES . . . MUITO

MAS NÃO DEIXES DE AMAR . . . MUITO


QUERO MORRER . . . DE AMORES todos os dias sempre até ao derradeiro sopro

A viagem está ganha desde o ventre, já trazemos o implante com lugar horas minutos e segundos marcados, mas com a divinal providência a não ter carruagem marcada por isso aguardamos . . . de costas alguns de frente outros fazendo uso da sua divinal providência indo cada um a seu modo construindo a caminhada pelos trilhos de ti não te magoando . . . muito. QUERO MORRER de AMORES.

Quero renascer . . . aprender a ser ter viver comer semear colher respeitar amar . . . o que se recebe . . . quero, SUBMERGIR DAS ÁGUAS REVOLTAS QUAL CAVALO ALADO EM DIRECÇÃO AO CÉU ESPALHANDO o que se tem para dar a quem o queira receber . . .

Sim meus amores amigos companheiros meu mundo QUERO MORRER . . . depois de conhecer as mais maravilhosas das mulheres que nunca sonhei e que prazenteiramente na minha vida dasaguaram podendo com elas privar e receber a maior das bensãos ainda ganhei amigos e companheiros de viagem unicos e insubstituiveis que me pirilamparam o caminho e a mão me estenderam todos eles e  cada um à sua maneira na construção do meu infinito . . . QUERO MORRER . . . já

Urgente conhecer-te, meu EU . . . o tempo que passamos juntos unidos umbilicalmente não nos dando ao outro como se unos não fossemos, afinal de que gostas tu que pretendes onde vais, vá lá será que te posso acompanhar . . . mas como se não sei para onde vais . . . se no trem da vida caminhas comigo mas de frente  para mim . . . vá lá . . . EU QUERO . . . MORRER . . .

NÃO VAI MAGOAR . . . MUITO

Só assim poderei conhecer saber quem és o que queres meu fiel e leal companheiro de décadas de todas as águas passadas e de viagens   SÓ ASSIM . . . SEM DOR . . . POUCA,      QUERO CONHECER-TE meu EU,     quero é viver

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: